Home

PWEM049.Tangerine

Poeta grego que se sabe ter nascido em Paros e que foi soldado mercenário. Sabe-se também, pela sua obra, que perdeu num naufrágio uma pessoa querida e que abandonou vergonhosamente o escudo numa batalha. Aborda abundantemente o tema bélico, a pobreza e a dor, mas é mais parco na expressão sentimental. Menos elevada e nobre do que a de Alceu, a sua poesia expressa-se em termos vigorosos e metros variados e mereceu a admiração dos antigos. Dos seus versos conservam-se fragmentos que compreendem elegias, epigramas, iambos, tetrâmetros, epodos, etc.

Século VII a. C.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s