Home

PWJY042.Downtown

O termo lirismo refere-se a uma poesia destinada ao canto, com acompanhamento da lira. Ao contrário da epopeia, o discurso organizava-se de modo particular, contendo uma divisão em estrofes, com um ritmo próprio, sendo de extensão geralmente curta. Mas a diferença reside também numa diferente atitude pois, para os antigos, a poesia lírica parece ser sinónimo de elevação, de expressão de sentimentos nobres. Não é de desprezar o facto de a lira ser considerada um instrumento mais prestigioso que, por exemplo, a flauta. No caso da lira estava-se no domínio do mélos (canto), enquanto no caso da flauta, por exemplo na elegia, que era recitada, estava-se no domínio do épos.
Schelling, que desenvolveu a ideia dos três géneros fundamentais (lírico, épico e dramático) afirmou que o lirismo representava «o lado musical e subjectivo da poesia» e é sobretudo a partir do Romantismo que encontramos a acepção de lirismo que nos é mais próxima: trata-se de um discurso exprimindo sentimentos e centrado no «eu».
De qualquer modo, tudo parece indicar que a Grécia foi o berço do lirismo europeu. Bastará ver que o grego lyra e lyrikós deu em português lírica, em italiano, lirica, em francês lyrique, em alemão Lyrik, em inglês lyrics, em russo liryka, em polaco lyrika, etc. Contudo, um olhar atento pela história das literaturas não-europeias descobrirá, apesar de todas as diferenças, um impulso universal semelhante ao que designamos por lirismo – um premente desejo de exprimir sentimentos e uma aguda relação com a música, o canto e mesmo a dança.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s