Home

VOAH020.Midnight

Matéria sólida proveniente do espaço interplanetário que, atraída pela gravidade terrestre, cai na Terra. Devido à grande velocidade com que atravessam o espaço sideral, os meteoritos tornam-se incandescentes ao entrarem na atmosfera, devido à libertação de energia provocada pelo atrito. A maior parte deles são pequenos, consumindo-se inteiramente durante a travessia da atmosfera. Por vezes, surgem alguns de maiores dimensões que podem atingir o solo, aí formando crateras. Os detectáveis a olho nu (as chamadas estrelas cadentes) não são senão uma pequena parte dos que atingem o nosso planeta: calcula-se que a Terra recebe diariamente 5 toneladas deste material, aumentando a sua massa em cerca de 4 gramas por quilómetro quadrado. O peso e as dimensões destes blocos de matéria sólida variam consideravelmente. Em regra, o atrito provocado pela resistência da atmosfera transforma os meteoritos maiores em fragmentos mais pe­quenos; contudo, alguns que atingem a terra chegam a pesar várias toneladas.
Os meteoritos constituem um importante elemento de estudo para a ciência, pois admite-se que provêm da fragmentação de planetas. Distinguem-se, consoante a sua composição, vários tipos de meteoritos: sideritos ou meteoritos metálicos, compostos essencialmente por ferro e níquel; siderólitos ou meteoritos semimetálicos ou litoférricos, com composição semelhante à das rochas ultrabásicas; aerólitos ou meteoritos líticos com silício, magnésio, óxido de cálcio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s