Home

4322-50

Embora de família humilde, Eurípides teve uma cuidada formação filosófica. Sem conhecer o sucesso nos concursos com a mesma amplitude de Ésquilo ou de Sófocles, o seu nome e o seu teatro tiveram larga aceitação no mundo grego.

Conservaram-se, entre cerca de cem obras, dezassete tragédias (uma outra levanta problemas quanto à autoria) e um drama satírico, O Cíclope, baseado num passo da Odisseia. Os títulos mais significativos são: Alceste (438); Medeia (431); Hipólito (428); As Troianas (421); Ifigénia em Aulis (405); Electra (?); As Bacantes (405).

O cepticismo e a ironia que percorrem a sua obra valeram-lhe a acusação de impiedade, mas o que ressalta é um gosto pelo debate, um realismo e uma grande capacidade de dar, através das personagens uma larga escala de emoções e sentimentos.

Com ele, a tragédia perde um pouco da sua antiga grandeza, o coro perde altura em confronto com os dos seus predecessores e a intriga é muitas vezes resolvida pela introdução de um deus ex machina.

c.480 – 406 a.C.

Medeia (uma apresentação)

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s