Home

2215.01352

Sabemos como o brilho da cultura grega se reflectiu com um fulgor inigualável na Filosofia. Mas não esqueçamos que a História ocupa um espaço importante, que importa não esquecer quando se fala da literatura grega clássica. Heródoto é conhecido por «pai da História».

Deixou uma História, que foi depois artificialmente dividida em nove livros. Colige aí uma série de narrativas que contam, por exemplo, a vida de Ciro, a história do Egipto, o reino de Dario, as histórias de vários tiranos, como Polícrates, as Guerras Médicas, onde avultam as batalhas de Maratona, das Termópilas e de Salamina, entre outros episódios.

A narração é constantemente interrompida por digressões, comentários e reflexões, e recorre com frequência ao diálogo, o que a torna viva e fluente. Heródoto não dispôs de muitas fontes escritas ou arquivos e a informação de que dispôs foi sobretudo oral, obtida em viagens e sujeita a inúmeros erros, embora pusesse todo o cuidado na versão escolhida.

Propôs interessantes interpretações racionais para os mitos, que apareciam recorrentemente na poesia. Todavia, a sua concepção de História é claramente influenciada pela visão do mundo presente na tragédia (não esqueçamos que foi amigo de Sófocles): ela é dominada pelo destino e pelos deuses, o homem é comandado mais do que comanda.

c.490 – c.425 a.C.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s